Última hora

Última hora

Em Kiev está na moda tudo o que seja ucraniano e anti-russo

Em leitura:

Em Kiev está na moda tudo o que seja ucraniano e anti-russo

Tamanho do texto Aa Aa

Há 60 anos a artesã Oleksandra Koval começou a bordar camisas tradicionais ucranianas: as “vyshyvankas” e há quase duas décadas que as vende no mercado mais popular da capital da Ucrânia, mas nunca as suas criações foram tão procuradas como agora. As “vyshyavankas” passaram a ser usadas diariamente e não apenas nos feriados nacionais.

“Antes, quando as outras autoridades estavam no Governo, as pessoas não compravam tantas ‘vyshyvankas’ para a celebração do Dia da Independência, mas este ano até vestimos cães, gatos, bebés e homens. As pessoas perceberam que somos ucranianos”, explica Oleksandra Koval.

Não são apenas as roupas tradicionais que estão a conquistar os ucranianos. As t-shirts com o brasão ucraniano e com slogans anti-Rússia também estão na moda.

“Há um levantamento patriótico! Se respeitarmos algo que é nosso, os outros países vão respeitar-nos. Devemos respeitar a nossa linguagem, a nossa cultura, o nosso brasão e a bandeira”, realça uma cliente, Iryna.

Hanna Kovalenko e Anastasiya Yankovenko são as fundadoras da marca ucraniana “Must Have”. Depois da Revolução de Maidan, as pessoas procuram mais o “Made in Ucrânia”.

“Tal como eu, muitas pessoas começaram a comprar tudo o que é ucraniano. E por que não? Por que não escolher um produto ucraniano se for competitivo?”, Anastasiya Yankovenko.

E a moda “vyshyvanka” já não se limita ao guarda-roupa. Contagiou também os automóveis.

A tradutora e guia turística, Edith, foi uma das pessoas que decidiu conferir ao seu carro um look tradicional ucraniano: “Reparei neste despertar patriótico, com as pessoas a usarem ‘vyshyvankas’, a porem símbolos nacionais no seu carro, a fazerem renascer as tradições ucranianas. Gostei e decidi que o meu carro devia ser decorado com uma pequena ‘vyshyvanka‘”.

Numa oficina de Kiev, a galeria de adornos teve de ser ampliada. A primeira encomenda aconteceu na primavera. Agora, dois a três proprietários por dia encomendam uma “vyshyvanka” para o seu automóvel.