Última hora

Última hora

Ankara afirma não ter pagado pelo resgate dos reféns

Em leitura:

Ankara afirma não ter pagado pelo resgate dos reféns

Tamanho do texto Aa Aa

Os 49 turcos detidos pelo Estado Islâmico
desde junho, regressaram à Turquia. Uma operação que Ankara afirma não ter envolvido pagamento de resgate.

Este grupo de diplomatas e agentes de segurança turcos foi capturado durante o assalto dos djihadistas ao consulado da Turquia em Mossul.

O primeiro ministro turco Ahmed Davutoglu encontrou-se com os reféns e seus familiares.

O governo turco, apoiante dos opositores do presidente sírio Bachar al-Assad, tem sido acusado de fornecer armamento a grupos islamistas que combatem o regime de Damasco, mas Ankara negou sempre apoiar os rebeldes do Estado Islâmico.

A preocupação com a sorte destes reféns tem sido evocada pela Turquia para explicar a recusa de participar nas operações militares da coligação anti-djihadista lançada pelos Estados Unidos.