Última hora

Em leitura:

De Tirana a Estrasburgo: a primeira "tournée" europeia do Papa


Albânia

De Tirana a Estrasburgo: a primeira "tournée" europeia do Papa

A capital da Albânia, Tirana, prepara-se para acolher o Papa Francisco, este domingo, durante a primeira visita do sumo pontífice a um país europeu, fora de Itália.

Uma forma de recordar, tanto a repressão dos religiosos do país, durante quatro décadas de ditadura comunista, como de celebrar a coabitação entre a maioria muçulmana e a minoria cristã, no país natal da Madre Teresa de Calcutá.

Em Tirana, o entusiasmo dos habitantes parece não limitar-se à comunidade de 500 mil católicos.

“Mesmo que sejamos católicos, ortodoxos ou muçulmanos, o importante é que o papa decidiu vir ver o nosso país, um país que sofreu muito e que está à espera de ouvir as suas palavras, incluindo sobre a forma de preservar a coexistência pacífica das diversas religiões”.

Entre os símbolos que deverão ser evocados pelo Papa encontra-se a capela de São Nicolau, destruída por três vezes, a última das quais durante a ditadura comunista e restaurada recentemente por iniciativa da comunidade muçulmana.

Para o padre italiano, responsável pela capela: “a Albânia é um exemplo maravilhoso desta harmonia entre religiões diferentes e a visita do Papa é uma forma de confirmar esta harmonia, paz e amor fraternal entre fiéis”.

Com a visita de 11 horas à Albânia, o Vaticano afirma querer voltar a unir a periferia da Europa ao centro, quando o Papa Francisco é esperado na próxima semana no parlamento Europeu de Estrasburgo.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Oktoberfest: Já abriu a festa da cerveja mais famosa do mundo