Última hora

Última hora

Kerry: "O Irão deve ter um papel na luta contra o Estado Islâmico"

Em leitura:

Kerry: "O Irão deve ter um papel na luta contra o Estado Islâmico"

Tamanho do texto Aa Aa

John Kerry diz que o Irão tem todo o lugar na coligação internacional que combate o Estado islâmico no Iraque e na Síria. No Conselho de Segurança da ONU, perante o chefe da diplomacia iraniana, Kerry disse que todos os países que quiserem participar devem dar um contributo: “Quase todos os países do mundo podem desempenhar um papel, incluindo o Irão, cujo Ministro dos Negócios Estrangeiros está aqui presente. O Estado Islâmico representa uma ameaça a todos nós e estamos comprometidos em trabalhar, numa parceria estreita, com o novo governo iraquiano e países de todo o mundo para o derrotarmos”, disse o secretário de Estado norte-americano.

Além dos Estados Unidos, também a França quer ter um papel importante na luta contra o terrorismo. A aviação francesa já atacou alguns alvos do Estado Islâmico: “Nos próximos dias, sem implicar tropas no solo, vamos continuar a coordenar os nossos esforços com os de todos aqueles que estiverem dispostos a trabalhar com as forças iraquianas e com os combatentes Peshmerga”, disse Laurent Fabius, chefe da diplomacia francesa.

Os Estados Unidos deram mais um passo na luta contra o terrorismo na região. As tropas norte-americanas estão agora autorizadas a dar treino militar aos rebeldes que combatem o Estado Islâmico na Síria. A lei foi agora assinada pelo presidente Barack Obama.

O Estado Islâmico veio revolucionar a forma como o mundo vê o terrorismo. A organização pretende fundar um califado que inclui todo o mundo islâmico e uma parte da Europa.