Última hora

Última hora

Estado Islâmico apela à morte de "infiéis" franceses e americanos

Em leitura:

Estado Islâmico apela à morte de "infiéis" franceses e americanos

Tamanho do texto Aa Aa

O Estado Islâmico abriu a caça aos norte-americanos e franceses.

O porta-voz da organização terrorista pediu aos muçulmanos de todo o mundo que matem cidadãos destes dois países, até agora os principais atores da coligação internacional que combate os islamitas no Iraque e na Síria.

O apelo foi lançado por Abu Muhammad al-Adnani al-Shami. Depois de todas as imagens de terror difundidas, incluindo a decapitação de vários jornalistas, o Estado Islâmico ataca diretamente os Estados Unidos e a França, ao pedir que se mate “infiéis” destes países, por todos os meios possíveis.

A França não se sente intimidada pelas ameaças. O ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, garante que o país está preparado para enfrentar o terrorismo: “A França não tem medo, porque está preparada para responder a estas ameaças. Nos últimos meses, as nossas forças de segurança têm estado mobilizadas para previnir riscos ligados a grupos terroristas ativos na Síria e no Iraque”.

O plano para prevenir ataques terroristas no território francês, conhecido como “Plano Vigipirate”, manteve-se ao mesmo nível de alerta em que estava antes das ameaças.