Última hora

Última hora

Terrorismo e nuclear: os dois combates do Irão

Em leitura:

Terrorismo e nuclear: os dois combates do Irão

Tamanho do texto Aa Aa

Há informações contraditórias sobre o possível envolvimento do Irão no combate aos extremistas do Estado Islâmico.

Teerão já fez saber que não pretende integrar a coligação militar internacional liderada pelos Estados Unidos. Responsáveis iranianos admitem, no entanto, que o país possa colaborar com Washington, mas não no campo de batalha.

No dia em que o Irão assinala os 34 anos do início da guerra contra o Iraque fica a garantia dada pelo chefe de Estado, Hassan Rouhani: “os povos da região vão colocar os terroristas no devido lugar. As nações desta região estão determinadas a lutar contra o extremismo. O exercito iraniano e o nosso governo vão ajudar nesta luta.”

Teerão tem pela frente um outro combate: as negociações sobre o dossier nuclear. O Irão e o grupo dos 5+1 (China, Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha) esperam chegar a um acordo final até 24 de novembro.