Última hora

Última hora

Birmânia liberta crianças-soldado

Em leitura:

Birmânia liberta crianças-soldado

Tamanho do texto Aa Aa

O exército da Birmânia libertou mais de cem crianças-soldado que tinha nas fileiras, depois de várias pressões. No entanto, a UNICEF garante que o exército regular continua a recrutar rapazes junto das famílias pobres do país.

Desde a tomada de posse do novo governo, que sucedeu à junta militar, já foram libertadas mais de 470 crianças.

“O recrutamento de crianças e jovens abaixo da idade legal acontece sobretudo no exército regular, mas também em exércitos rebeldes. Esses têm também a obrigação de fazer o que estes fizeram”, diz Bertrand Bainvel, chefe da UNICEF na Brimânia.

A junta militar que governou a Birmânia durante 49 anos foi condenada, internacionalmente, por usar crianças-soldado. O país vive numa guerra civil quase permanente desde a independência. Desde a chegada do novo governo, foram assinados cessar-fogos com a maioria dos grupos rebeldes.