Última hora

Em leitura:

Curdos regressam à Síria para combater Estado Islâmico


Turquia

Curdos regressam à Síria para combater Estado Islâmico

“Estamos na fronteira entre a Turquia e a Síria. Atrás de mim, está a cidade de Kobani, abandonada por muitos curdos por causa da ameaça do Estado Islâmico. Mas agora muitos estão a voltar”.

Como explica o correspondente da euronews, Bora Bayraktar, um grande número de homens e jovens curdos – sírios que fugiram da violência, mas também turcos do outro lado da fronteira – decidiram pegar em armas e juntar-se aos combates contra os jihadistas.

“É uma mobilização nacional e uma questão de honra. É impossível ficar em casa ou no local de trabalho, face ao que está a acontecer. Enquanto houver uma guerra, não podemos ficar sentados a ver. Não é essa a nossa tradição.”

“Estou de regresso à minha terra, à minha cidade, ao meu povo. Porque são todos meus irmãos e parte da minha nação. Eu sou um filho desta nação.”

Já confrontadas ao fluxo de refugiados em sentido contrário, as autoridades fronteiriças turcas não sabem ao certo o número de curdos que regressa para se juntar aos combates, mas têm simplesmente ordens para deixar passar os de nacionalidade síria, mas não os turcos.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Táxis voltam a bloquear centro de Londres