Última hora

Última hora

França reforça segurança após decapitação de Hervé Gourdel

Em leitura:

França reforça segurança após decapitação de Hervé Gourdel

Tamanho do texto Aa Aa

As medidas de segurança vão ser reforçadas em locais públicos e nos transportes em França, depois de um grupo ligado ao Estado islâmico ter decapitado o refém francês Hervé Gourdel. A decisão foi anunciada após o Conselho de Defesa, que se realizou esta quinta-feira.

O cidadão francês foi sequestrado na Argélia, depois de a França ter começado a bombardear posições do Estado Islâmico no Iraque, mas Paris já garantiu que não se deixa intimidar e esta quinta-feira voltou a realizar novos ataques.

“A França não vai ceder à intimidação. Esta é a reação que devemos ao nosso concidadão que foi assassinado”, sublinhou o primeiro-ministro Manuel Valls.

Em Paris, os muçulmanos temem pagar pelas ações dos jihadistas. “Somos nós que vamos pagar o preço. Todas as pessoas vão pagar o preço aqui. A culpa é deles, mas somos nós que pagamos o preço”, afirma um imigrante.

A família do refém Hervé Gourdel apelou a que não haja palavras de ódio nas diversas homenagens que vão realizar-se em França.