Última hora

Última hora

Uma semana aos quadradinhos

Em leitura:

Uma semana aos quadradinhos

Tamanho do texto Aa Aa

Artistas egípcios, franceses e alemães reuniram-se na primeira semana da banda desenhada realizada no Cairo e em Alexandria. Uma semana em que os artistas puderam partilhar experiências, participar em workshops, reunir-se com editores e visitar exposições. Como a de Fawaz Adham e Michel Maalouf, pioneiros das histórias aos quadrinhos no Egito. O evento foi organizado pela Alliance Française e pelo Instituto Goethe, em conjunto com a Editora Sefsafa.

O mercado da banda desenhada para adultos tem evoluído muito lentamente no Egito, devido à censura imposta pelos diferentes governos no país. Jean Pierre Mercier faz parte do Museu da banda desenhada de Angouleme, em França: “O fato da banda desenhada poder fornecer informação, para além de ponto de vista do artista é algo muito interessante. Pessoalmente, estou surpreendido com a maturidade destes jovens artistas.”

O enviado da euronews ao Cairo, Mohammed Shaikhibrahim, termina esta história aos quadradinhos: “Cada país tem as suas histórias e experiências e aqui, no Egito, o dia a dia das pessoas e os seus problemas estão refletidos nestas obras, de tal forma que podemos sentir que fazemos parte da história.”