Última hora

Última hora

Washington saúda adesão britânica à coligação armada contra djihadistas

Em leitura:

Washington saúda adesão britânica à coligação armada contra djihadistas

Tamanho do texto Aa Aa

Cresce a coligação armada que combate os guerrilheiros da organização Estado Islâmico.
A adesão do Reino Unido e da Bélgica à operação militar liderada pelos Estados Unidos foi saudada na sexta-feira por Washington.

“Acolhemos com satisfação a recente votação no parlamento britânico que traduziu um apoio forte ao plano avançado pelo presidente para enfrentar a ameaça que a organização Estado Islâmico representa. Os Estados Unidos e o Reino Unido têm uma relação especial e vemos com agrado este apoio forte dos deputados britânicos aos membros do exército britânico que ao lado dos soldados norte-americanos procuram alcançar um resultado que beneficie todos os países do globo, incluindo os Estados Unidos e o Reino Unido”, disse o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, acresntando que “Esta semana vimos também o parlamento da Bélgica aprovar o envio de seis aviões de combate F-16 em apoio à coligação internacional em crescimento.”

O Parlamento britânico aprovou na sexta-feira, por 524 votos a favor, e 43 contra, ataques aéreos da Força Aérea Real britânica contra os extremistas no Iraque.

Entretanto a Dinamarca vai enviar sete F-16 para combater os jihadistas, uma decisão do governo dinamarquês que deverá ser submetida, na próxima semana, à votação do parlamento.

Os ataques contra as posições da organização Estado Islâmico na Siria, inciciados esta semana, têm sido realizados pelos Estados Unidos em colaboração com cinco países árabes – Emiratos Árabes Unidos, Arábia Saudita, Jordânica, Bahrein e Qatar.