Última hora

Em leitura:

Caos continua em Hong Kong


China

Caos continua em Hong Kong

Em Hong Kong, os manifestantes pró-democracia, cercados por grades durante o comício deste domingo frente à sede do governo local, prepararam-se para passar a noite.

Vários grupos estão organizados para permanecer e criaram as suas próprias cercas com material abandonado pela polícia, e equiparam-se com óculos protetores contra as substâncias antidistúrbios.
O Chefe do Executivo local avisa que “A Região Administrativa Especial do governo de Hong Kong é firme na oposição às ações ilegais de ocupação. A polícia deve continuar a lidar com a situação de acordo com a lei.”

O movimento Occupy Central anunciou o lançamento de uma campanha de desobediência civil na cidade em reivindicação de uma democracia autêntica, após duas noites de manifestações e protestos.

A polícia tem tentado dispersar a multidão com canhões de água e gás. 78 pessoas foram detidas e várias dezenas ficaram feridas.

A China, que recuperou Hong Kong em 1997, anunciou em agosto que o futuro chefe do Executivo local será eleito por sufrágio universal a partir de 2017, mas que apenas dois ou três candidatos selecionados por um comité em Pequim poderão disputar a votação.
Os cidadãos do território consideram existir um cada vez maior controlo de Pequim sobre as questões locais.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Espanhóis festejam manutenção da lei do aborto