Última hora

Última hora

George Clooney põe fim à "carreira" de "sex-symbol" solteiro

Em leitura:

George Clooney põe fim à "carreira" de "sex-symbol" solteiro

Tamanho do texto Aa Aa

O ator norte-americano George Clooney pôs fim a duas décadas de “celibato”, depois de uma verdadeira maratona nupcial durante o fim de semana, em Veneza.

Clooney e a, até agora noiva, a advogada libanesa Amal Alamuddin, deram o nó, pelo civil, esta segunda-feira na câmara de Veneza, antes do casal partir de regresso aos Estados Unidos.

Um casamento distante da cerimónia à porta fechada, realizada este domingo num dos famosos palácios da cidade.

Os turistas exultam:
“É maravilhoso poder vê-los em carne e osso. George e Amal estavam esplêndidos. Foi só estranho ver um gato negro a cruzar o cais um pouco antes, mas em geral parece que passaram um momento excelente em Veneza”.

“Ela é uma mulher com sorte. É bastante bonita e tem como marido o homem com que todas as mulheres sonham casar-se. Ela é que é a sortuda”, afirma uma turista russa.

O casamento com a advogada internacional que defendeu personalidades como Julian Assange do site Wilileaks, ou a ex-primeira ministra ucraniana, Julia Timoshenko, põe fim a duas décadas de celibato para um dos atores mais conhecidos de Hollywood.