Última hora

Última hora

Karadzic:Arrancam alegações finais

Em leitura:

Karadzic:Arrancam alegações finais

Tamanho do texto Aa Aa

Começaram as alegações finais no julgamento de Radovan Karadzic, acusado de genocídio.

Os promotores das Nações Unidas pedem que o ex-líder sérvio-bósnio seja considerado culpado e condenado a prisão perpétua.

Karadzic enfrenta acusações de massacre de mais de 8 mil muçulmanos de Srebrenica, o pior na Europa desde a Segunda Guerra Mundial.

“Eu espero, realmente, que este tribunal tome uma decisão que nos traga justiça. Um pouco de justiça que poderia ajudar as vítimas do genocídio, particularmente, a nós, as “Mães de Srebrenica”, caso contrário não deveria ter havido julgamento e todo este trabalho. Se não for decretada prisão perpétua isso será uma mensagem clara de que o mundo, e a Europa, queriam que tudo isto acontecesse, porque somos de origem muçulmana”, diz Munira Subasic.

Karadzic é também responsável pelo cerco, de 43 meses, à capital da Bósnia, Sarajevo, no qual mais de 5 mil civis morreram mas a sua filha clama a sua inocência:

“Nos seis anos e meio de julgamento, ficaram provadas tantas coisas que se for feita justiça, e o Tribunal de Haia respeitar a decisão, ou seja, se o Tribunal de Haia não for apenas um emissário da NATO, ele será libertado.”

Só em 2015 será conhecido o veredicto até lá Sonja Karadzic, que seguiu as pisadas do pai na política, vai bater-se nas fileiras do Partido Democrático Sérvio.