Última hora

Última hora

Não há fim à vista para o conflito na Ucrânia

Em leitura:

Não há fim à vista para o conflito na Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

Há várias semanas que não param os combates, entre forças governamentais e rebeldes pró-russos, nas proximidades do aeroporto de Donetsk.

Alguns edifícios residenciais e fábricas foram apanhados no meio do fogo cruzado e ficaram destruídos, total ou parcialmente.

“Nas últimas 24h os nossos militares repeliram dois grandes ataques. Durante um ataque noturno, um veículo blindado ucraniano, com tripulação e paraquedistas, foi atingido e destruído por um tanque. Começou um combate que acabou com baixas entre os nossos paraquedistas”, adianta o porta-voz do Exército ucraniano.

Apesar do acordo assinado a 5 de setembro, neste momento não existe, de facto uma zona “tampão”, ou seja, uma área pacificada na Ucrânia.

Entretanto a televisão chinesa mostra imagens de alegadas valas comuns, perto de Donetsk, nas quais terão sido encontrados nove corpos, que apresentam sinais de mortes violentas.

Os rebeldes pró-russos acusam o exército ucraniano de responsabilidade por este, alegado, massacre. Kiev diz que vai investigar o sucedido.