Última hora

Última hora

Obama e Nethanyahu evitam divisões no primeiro encontro em sete meses

Em leitura:

Obama e Nethanyahu evitam divisões no primeiro encontro em sete meses

Tamanho do texto Aa Aa

Um encontro de apenas uma hora em Washington, sem direito a almoço e sem outra ambição do que a de sublinhar as boas relações entre os Estados Unidos e Israel.

O primeiro-ministro Benjamin Nethanyahu reuniu-se esta quarta-feira com Barack Obama pela primeira vez em sete meses.

Uma oportunidade para Obama recordar a preocupação de Washington com a recente intervenção em Gaza, sublinhando ao mesmo tempo a colaboração norte-americana na instalação do escudo anti-míssil israelita que travou os roquetes do Hamas.

Nethanyahu pretendia falar do Irão, mas Obama preferiu abordar a questão palestiniana sublinhando a necessidade de retomar as disucussões de paz no território, sem abordar o tema polémico da expansão dos colonatos israelitas.

Se o primeiro-ministro israelita reafirmou estar comprometido com o projeto de criação de um estado palestiniano, horas depois, o seu ministro da economia, Naftali Bennet, revelava as divisões silenciadas em Washington ao afirmar que, “não se pode combater o Estado Islâmico e o Hamas e ao mesmo tempo conceder-lhes um território”.