Última hora

Última hora

Peregrinação anual a Meca ameaçada pelo Ébola

Em leitura:

Peregrinação anual a Meca ameaçada pelo Ébola

Tamanho do texto Aa Aa

Meca, na Arábia Saudita, a cidade mais sagrada do mundo muçulmano, prepara-se para receber milhares de pessoas de todo o mundo no quadro da peregrinação anual.

Com a ameaça do Ébola, os hospitais da cidade estão a tomar medidas especiais para receber os pacientes que possam estar infectados.

Uma preocupação que se deve ao facto de o vírus se propagar com facilidade, como explica o chefe do departamento de emergência no hospital de AL-NOOR:

“Estamos preocupados com Ébola porque é uma doença muito contagiosa, por isso criamos um caminho diferente para os pacientes. Temos uma sala completamente isolada para casos declarados sejam Corona ou Ébola. Este hospital tem resposta de emergência”.

No início deste mês, a Arábia Saudita, que proibiu peregrinos da Serra Leoa, Libéria e Guiné de se deslocarem ao Haj, disse que iria permitir que os nigerianos participassem uma vez que o surto seria menor nesse país.

Pelo menos 3.091 pessoas morreram de Ébola desde a eclosão da doença no Oeste Africano, numa altura em que não existe tratamento aprovado ou vacinas.