Última hora

Em leitura:

Patriarca católico de Bagdade defende recurso à força contra grupo Estado Islâmico


França

Patriarca católico de Bagdade defende recurso à força contra grupo Estado Islâmico

A defesa da minoria cristã no Iraque justifica uma intervenção no país, para a Igreja Católica.

O patriarca caldeu de Bagdade, desloca-se esta sexta-feira ao Vaticano para discutir as consequências da ofensiva islamita com o Papa Francisco, depois de se ter reunido com o cardeal de Lyon, em França.

Para o cardeal francês Phillipe Barbarin, “para que haja paz é necessário por vezes afastar a violência com muita força, é por isso que o recurso à força não é contrário à paz. Lembro-me de uma frase de João Paulo II durante o massacre de Srebrenica nos balcãs que dizia: ‘por vezes o pacifismo é contrário à paz, quando faz aumentar a violência e a opressão’, é por isso que o recurso à força tem um único objetivo, o de restabelecer a paz”.

Um apelo partilhado pelo patriarca caldeu de Bagdade, chefe da igreja católica oriental, Sako I:

“No terreno as pessoas querem uma mudança e estão à espera de ação e não apenas de simples palavras. Neste momento, só podemos enfrentar estes militantes com uma força militar, e não apenas com bombardeamentos mas também com forças terrestres com a colaboração do exército iraquiano e do exército curdo”.

Desde Agosto, que dezenas de milhares de cristãos caldeus do Iraque foram obrigados a escapar ao avanço do grupo armado Estado Islâmico, após a ofensiva sobre a região de Sinjar.

A maioria encontra-se agora refugiada no território do Curdistão iraquiano.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Alemanha recebe e trata médico do Uganda infetado pelo ébola