Última hora

Última hora

Palestina divide suecos e israelitas

Em leitura:

Palestina divide suecos e israelitas

Tamanho do texto Aa Aa

Israel convocou o embaixador da Suécia, três dias depois de Estocolmo anunciar a intenção de reconhecer o Estado da Palestina.

O chefe de governo sueco considera que o conflito entre israelitas e palestinianos só pode ser resolvido com dois Estados negociados de acordo com o direito internacional. Um argumento que não convence Israel.

Em 2012, a Suécia votou a favor da atribuição do estatuto de observador à Palestina nas Nações Unidas. Agora, pretende juntar-se aos 134 países que já reconheceram o Estado da Palestina.

“Esta questão está a ser discutida em vários países, especialmente, na Europa. Esperamos que esses países sigam o exemplo da Suécia” afirma Mahmoud Abbas, presidente da Autoridade Palestiniana.

Dos 28 países que integram a União Europeia, apenas oito reconheceram a Palestina na sequência da Declaração de Independência em 1988. No entanto, hoje em dia nem todos se reveem nesse reconhecimento.