Última hora

Última hora

Parlamento chumba comissária da Eslovénia

Em leitura:

Parlamento chumba comissária da Eslovénia

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento Europeu chumbou a escolha da ex-primeira-ministra eslovena, Alenka Bratusek, como vice-presidente com a pasta da Energia, para a Comissão Europeia. A decisão foi tomada por larga maioria ( 112 votos contra, 13 a favor e 2 abstenções) dos eurodeputados das comissões parlamentares da Indústria e do Ambiente, responsáveis pela audição de Bratusek, que pertence à família liberal. Jean Claude Juncker terá agora que esperar que a Eslovénia indique outro nome, que deve ser submetido a uma nova audição.

Os eurodeputados aprovaram a nomeação do espanhol Miguel Arias Cañete para a Comissão, com a pasta da Acção Climática e Energia.
Recorde-se que a escolha de Cañete envolveu muita polémica e contestação, uma vez que o espanhol é acusado de, juntamente com a família, estar envolvido em negócios com petrolíferas.
Mas nem mesmo as 600 mil assinaturas entregues contra esta nomeação condicionaram a posição dos eurodeputados.

Esta decisão terá condicionado outra escolha: o nome do ex-ministro das Finanças francês Pierre Moscovici foi aprovado para a pasta da Economia…mas só após uma segunda audição.

A nova Comissão Europeia liderada por Jean Claude Junker deve entrar em funções no dia 1 de Novembro.