Última hora

Última hora

Presidente do Quénia responde perante o TPI

Em leitura:

Presidente do Quénia responde perante o TPI

Tamanho do texto Aa Aa

Pela primeira vez, um chefe de Estado em exercício comparece perante o Tribunal Penal Internacional (TPI), em Haia.

O presidente do Quénia, Uhuru Kenyatta, responde por alegadamente estar a colocar entraves à investigação de que é alvo, acusado de crimes contra a humanidade.

O julgamento de Kenyatta deveria ter começado em setembro do ano passado, mas foi várias vezes adiado, por alegadas intimidações a testemunhas.

O governo dirigido por Kenyatta é também acusado de se recusar a cooperar com o TPI, por não fornecer os dados bancários e faturas de telefone que podem provar um envolvimento direto na morte de mais de mil pessoas.

O TPI acusa Kenyatta de ter tido um papel ativo na violência que varreu o Quénia em 2007 e 2008, depois das eleições que venceu. Além de mais de mil mortos, estes tumultos causaram cerca de 600.000 deslocados.