Última hora

Última hora

Ucrânia continua a viver na corda bamba

Em leitura:

Ucrânia continua a viver na corda bamba

Tamanho do texto Aa Aa

A Ucrânia continua a viver uma situação de constante instabilidade.

Se por um lado há um cessar-fogo em vigor, desde o início de setembro, este é quebrado, diariamente. Todos os dias continuam a morrer pessoas no leste do país.

Donetsk é o principal foco do conflito, ainda que este se estenda a outras partes da região.

No aeroporto de Donetsk continuam os confrontos. Uma zona residencial, nas imediações desta infraestrutura, terá sido atingida por militares ucranianos. Pelo menos mais dois civis terão morrido.

“Entre 6 de setembro e 6 de outubro foram mortas 331 pessoas e 831 ficaram feridas, o que dá uma média de 10 pessoas por dia”, explica Gianni Magazzeni, diretor para as Américas, Europa e Ásia Central do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos.

O número de mortos caiu, desde o cessar-fogo, mas isso era já de esperar.

Desde o início do conflito, em meados de abril, morreram mais de 3.660 pessoas e 8.766 ficaram feridas, a informação é avançada pelo Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos.