Última hora

Última hora

Espanha: Pessoal médico protesta por falta de preparação contra o Ébola

Em leitura:

Espanha: Pessoal médico protesta por falta de preparação contra o Ébola

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de pessoas, na maioria pessoal médico, reuniram-se em protesto, na quarta-feira, em frente ao Hospital Carlos III, em Madrid.

Os manifestantes mostraram solidariedade para com a auxiliar de enfermeira, Teresa Romero, a primeira infetada com o vírus do Ébola, na Europa.

O governo de Mariano Rajoy esteve, também na mira dos protestos, como confirma esta enfermeira.

“Estou a protestar porque este governo é, totalmente, incompetente. Toma decisões sem consultar os cidadãos ou os peritos. Decidiram trazer para casa dois missionários que estavam praticamente moribundos – segundo nos dizem os nossos colegas – apesar do risco de trazer uma doença como o Ébola para Espanha e para a Europa. Não há cura e não estamos preparados para isto”, afirma a enfermeira Maria Agudo.

Devido à falta de preparação e formação do pessoal médico, face a situações semelhantes, os manifestantes exigiram a demissão da ministra da saúde, Ana Mato.

O chefe do executivo afirmou manter o apoio à ministra.