Última hora

Última hora

Crise espanhola chegou ao futebol

Em leitura:

Crise espanhola chegou ao futebol

Tamanho do texto Aa Aa

A derrota na Eslováquia fez soar os alarmes na seleção espanhola. Depois de seis anos a dominar e encantar o futebol mundial, La Roja caiu com estrondo no Campeonato do Mundo e ainda não se conseguiu levantar.

Lenta, previsível e envelhecida, a equipa encontra-se em fase de renovação.

Diego Costa foi apresentado como a solução para a falta de agressividade no ataque, que por vezes condenava a equipa a trocar a bola até à exaustão no último terço sem conseguir rematar à baliza, mas até agora, pouco ou nada acrescentou.

O atacante nascido no Brasil continua a ser um corpo estranho numa equipa moldada por vários anos de tiki-taka. Ainda não marcou em seis internacionalizações e tem já o lugar no onze em risco.

Paco Alcácer tem impressionado neste início de temporada ao serviço do Valência e até agora correspondeu sempre que foi chamado por Vicente del Bosque. Em 99 minutos com a camisola de La Roja, já fez por duas vezes o gosto ao pé.

Outro jogador debaixo de fogo cerrado é o outrora intocável Iker Casillas. O guarda-redes continua longe do seu melhor, teve responsabilidades no primeiro golo eslovaco mas é provável que se mantenha na equipa.

À partida, não deverá ter muito trabalho no próximo encontro, já este domingo no Luxemburgo.

Para Vicente del Bosque, trata-se da oportunidade ideal para a equipa reagir com uma vitória. O selecionador espanhol nega a crise de resultados, mas o que preocupa todos os espanhóis é mesmo a crise nas exibições.