Última hora

Última hora

O lado obscuro do TTIP

Em leitura:

O lado obscuro do TTIP

Tamanho do texto Aa Aa

Fim de semana de manifestações em várias cidades europeias após o Conselho da União Europeia ter dado indicação para seguirem as negociações entre os Estados Unidos e União Europeia (UE) sobre o Acordo de Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento (TTIP, na sigla em inglês).

Apesar das críticas que pesam sobre o documento a UE tenta defendê-lo, e promete que vai promover o crescimento económico sem que os padrões europeus sejam reduzidos.

Desde o início das negociações, em Junho de 2013 crescem as dúvidas em relação ao futuro dos serviços públicos, segurança alimentar, proteção para investimento e segurança dos dados.

As partes envolvidas na negociação têm ignorado as preocupações dos povos da Europa e América do Norte , optando por enfatizar os pretensos benefícios do TTIP, mas a verdade é que o documento carece de transparência, tendo todas as discussões sido realizadas à porta fechada e numa total ausência de comunicação.

Estes milhares de pessoas que encabeçam a contestação denunciam o carácter opaco deste dossiê, favorável à participação de lobbies corporativos.