Última hora

Última hora

EUA: enfermeiro que tratou homem que morreu de ébola terá sido contagiado

Em leitura:

EUA: enfermeiro que tratou homem que morreu de ébola terá sido contagiado

Tamanho do texto Aa Aa

Um funcionário do hospital de Dallas onde morreu na semana passada um homem contagiado com ébola também contraiu o vírus, segundo um exame preliminar.

O resultado deve ser confirmado de forma definitiva por um novo teste realizado pelo Centro de Controlo e Prevenção de Doenças de Atlanta.

O enfermeiro tratou Thomas Eric Duncan, primeira pessoa a morrer da doença nos Estados Unidos. O liberiano, que tinha chegado pouco antes do país de origem, foi internado no Hospital Presbiteriano do Texas depois de exibir sintomas da doença, já em território norte-americano.

Apesar de reconhecerem que as medidas não teriam servido no caso de Duncan, as autoridades iniciaram, no aeroporto J. F. Kennedy, em Nova Iorque, controlos de despistagem de ébola.

Um viajante diz que “tudo o que puder ser feito para travar [a epidemia] vale a pena, apesar dos eventuais inconvenientes, por questões de segurança”.

Outro diz que “não vê por que razão haverá problemas com isso. Mas vale estar seguro e que as fronteiras estejam seguras também”.

As medidas apenas visam passageiros que chegam dos países da África Ocidental que constituem o foco da epidemia. Os procedimentos serão alargados a outros aeroportos norte-americanos nos próximos dias.