Última hora

Última hora

EUA iniciam controlos de ébola no aeroporto JFK

Em leitura:

EUA iniciam controlos de ébola no aeroporto JFK

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos decidiram começar a efetuar controlos de despistagem de ébola nos terminais aéreos internacionais. O aeroporto J. F. Kennedy, em Nova Iorque, é o primeiro a reforçar as medidas de segurança.

Máscaras, questionários e aparelhos para medir a temperatura fazem parte do equipamento usado para rastrear passageiros que chegam de países da África Ocidental, foco da epidemia. Os procedimentos serão alargados a outros aeroportos nos próximos dias.

Um viajante diz que “tudo o que puder ser feito para travar [a epidemia] vale a pena, apesar dos eventuais inconvenientes, por questões de segurança”.

Outro diz que “não vê por que razão haverá problemas com isso. Mas vale estar seguro e que as fronteiras estejam seguras também”.

As autoridades admitem, no entanto, que estas medidas não teriam evitado a entrada no país do liberiano Thomas Eric Duncan, primeira pessoa a morrer da doença nos Estados Unidos, mas que não apresentava sintomas quando chegou ao país.

A família queixa-se que ele não foi recebido de forma adequada no hospital de Dallas onde esteve internado e onde acabaria por morrer.

O sobrinho defende que “quando se está face a um paciente com uma febre elevada, não se deve deixá-lo sair da ambulância sem estar estabilizado e sem fazer baixar a febre e efetuar testes. Sobretudo se ele tem um forte sotaque e diz que veio de África, mais precisamente da Libéria”.

Duncan foi enviado para casa após a visita inicial e só foi admitido no Hospital Presbiteriano do Texas dois dias mais tarde, quando regressou com sintomas mais graves.