Última hora

Última hora

FMI receia ameaça global do ébola

Em leitura:

FMI receia ameaça global do ébola

Tamanho do texto Aa Aa

A Organização Mundial da Saúde (OMS) atualizou o saldo de mortes do pior surto de ébola já registado.

Quatro mil e trinta e três doentes faleceram dos oito mil trezentos e noventa e nove casos confirmados, prováveis e suspeitos em sete países até o final de 8 de outubro.

Christine Lagarde, Diretora do FMI comenta: “Deixe-me começar por mostrar esta mensagem que trago no casaco: Isolem o Ebola, não os países . Se mais dinheiro é necessário nós estaremos lá, faremos parceria com esses países, não há dúvida “.

Na Europa as medidas que forma tomadas têm ajudado a controlar a epidemia mas em África a situação não parece melhorar. O
Comissário da UE para o Desenvolvimento explica:“O desafio que eu vejo é principalmente a forma de coordenar todos os esforços, porque não é a falta de dinheiro nesta fase, é realmente a coordenação dos esforços no terreno.”
Os ministros da Saúde da União Europeia convocaram uma reunião extraordinária em Bruxelas para o dia 16 de outubro, quando se discutirá um reforço nos procedimentos nos aeroportos.

O correspondente da euronews em Washington reporta: “A luta contra o ébola tornou-se uma corrida contra o relógio. Como um especialista nos disse, o vírus está no tempo do vírus, enquanto o mundo está no tempo da burocracia”.