Última hora

Última hora

Alemanha e Espanha: Os campeões também se abatem

Em leitura:

Alemanha e Espanha: Os campeões também se abatem

Tamanho do texto Aa Aa

Os campeonatos estão parados para dar espaço a duas jornadas de qualificação para o Euro2016. A Espanha, campeã europeia, sofreu um revés na Eslováquia e as coisas não correram melhor à campeã do mundo em título, a Alemanha.

“Mannshaft” cai na Polónia

Em Varsóvia, num encontro apitado pelo português Pedro Proença, a Polónia alcançou o primeiro triunfo da sua história face à ‘Mannshaft”. Os golos surgiram já na segunda parte por intermédio de Milik e Mila.

Com a vitória, a Polónia assumiu o controlo do grupo D, a par da República da Irlanda.

Deceção para o selecionador Joachim Löw, que viu a Alemanha perder o seu primeiro jogo de qualificação desde 1998, há 16 anos.

No rescaldo da derrota, o diretor técnico da “Mannshaft” confessou que esperava um resultado melhor em Varsóvia. Oliver Bierhoff considera que a Alemanha foi “a melhor equipa” e que teve “muitas possibilidades para marcar, mas a Polónia jogou muito bem, esteve muito disciplinada e esperou pelas oportunidades, que acabaram por surgir” e permitiram aos polacos marcar o 2-0 já no final da partida.

A Polónia não perde há sete jogos de qualificação para campeonatos da Europa, um recorde que vai tentar bater já esta terça-feira na receção à Escócia.

Espanha chumba no teste eslovaco

A Espanha parece estar em processo de desagregação, pelo menos no futebol. No primeiro teste a sério na defesa do título europeu, os pupilos de Vicente del Bosque perderam 2-1 na Eslováquia e nem os 4-0 aplicados a seguir ao Luxemburgo acalmaram as críticas. Será o fim da mais bem-sucedida geração da “La Roja”?

Ases e Aselhas

Giorgio Chiellini foi de bestial a besta, mas acabou por ser o herói do magro triunfo italiano sobre o Azerbaijão.

O defesa marcou o primeiro da “squadra azzura” no final da primeira parte, mas ia deitando tudo a perder com um autogolo à entrada para o último quarto de hora. Redimiu-se já nos derradeiros 10 minutos, apontando de cabeça o golo da vitória italiana.

Neste dia…

“O hábito não faz o monge”, diz o ditado. A FIFA discordou dele há 8 anos. A 13 de outubro de 2006, o patrão do futebol mundial decidiu punir os Camarões por causa do equipamento.

A aparição da FIFA como polícia da moda

No dia 13 de outubro de 2006, a FIFA aplicou um castigo simbólico aos Camarões. Os “Leões Indomáveis” já tinham falhado a qualificação para o Mundial na Alemanha quando lhes foram retirados 6 pontos por terem envergado em campo um equipamento que parecia normal, mas que na realidade era um fato-macaco.

A polémica com equipamentos vinha de trás. Os Camarões utilizaram camisolas de alça, sem mangas, na Taça das Nações Africanas de 2002. A FIFA não gostou do novo estilo e proibiu o seu uso no Mundial desse ano. A Puma cumpriu com as indicações, mas não sem rebeldia, fornecendo equipamentos com mangas negras à seleção dos Camarões.

Faça a sua aposta

Os prognósticos não são o forte da equipa da euronews, mas vamos continuar a tentar acertar nos resultados.

Esta semana acreditamos num empate a 1 entre o Manchester City e o Tottenham; Apostamos numa vitória 2-1 do Marselha na receção ao Toulouse e não estamos à espera de golos no derby em Istambul entre o Galatasaray e o Fenerbahce.

Pode enviar-nos as suas previsões através das redes sociais recorrendo ao hashtag #TheCornerScores

Insólitos

Os relvados são teatros de sonhos, palcos de tragédias e de comédias.
Partilhe os melhores momentos através do hastag #TheCornerBloopers.