Última hora

Última hora

Tribunal chinês condena 12 pessoas à morte

Em leitura:

Tribunal chinês condena 12 pessoas à morte

Tamanho do texto Aa Aa

Um tribunal chinês condenou 12 pessoas à morte, por envolvimento nos ataques de julho passado de um grupo armado de etnia Uighurs a algumas localidades da província de Xingjiang. Outras 15 foram também sentenciadas à morte, mas com pena suspensa por dois anos, que pode ser comutada por prisão perpétua.

Ao todo, em consequência dos ataques de julho e da intervenção das autoridades, morreram quase 100 pessoas, 37 delas vitimas dos agressores armados. Mais de 50 eram elementos do grupo agressor, mortos pelas autoridades.


De acordo com um comunicado na página de internet do governo local de Xinjiang, o tribunal condenou os acusados por vários crimes, incluindo terrorismo, assassínio, rapto e produção de explosivos. Para além dos sentenciados com a pena capital, outras 9 pessoas foram condenadas a prisão perpétua e 20 receberam penas de prisão de tempo determinado.

A província de Xinjiang, no oeste da China, tem sido palco de diversos confrontos étnicos, alegadamente por membros da comunidade Uighurs que reclamam independência.