Última hora

Última hora

Mais riqueza e mais "super ricos"

Em leitura:

Mais riqueza e mais "super ricos"

Tamanho do texto Aa Aa

A crise e as fragilidades da economia mundial não foram entraves ao aumento da fortuna de alguns.

O relatório do Crédit Suisse sobre "Riqueza Mundial" revela que, num ano, a riqueza do planeta subiu 8% e atingiu um valor recorde de 263 biliões de dólares este ano.

Mas menos de 1% da população mundial controla 48% da riqueza do planeta e estima-se que 128 mil pessoas possuem fortunas acima de 50 milhões de dólares.

A América do Norte domina, controlando 34,7% da riqueza mundial. Segue-se a Europa com 32,4%. Quase 19% centra-se na região Ásia Pacífico, excluindo Índia e China, que sozinha detém mais de 8% da riqueza total.

A América do Norte concentra também quase metade dos super-ricos e esta categoria, em termos mundiais, mais do que duplicou desde 2008.

De acordo com o relatório do Crédit Suisse, bastam 3650 dólares para pertencer à metade da população mais rica. Mas são precisos 77 mil dólares para pertencer aos 10% mais ricos.

O relatório estima ainda que o número de milionários duplique nos próximos cinco anos.