Última hora

Última hora

Espanha/Bankia: Cauções milionárias para Rodrigo Rato e Miguel Blesa

Em leitura:

Espanha/Bankia: Cauções milionárias para Rodrigo Rato e Miguel Blesa

Tamanho do texto Aa Aa

Um juiz espanhol estabeleceu uma caução de três milhões de euros para Rodrigo Rato, antigo presidente do Bankia e ex-diretor geral do Fundo Monetário Internacional, e de 16 milhões para Miguel Blesa, antigo presidente do Caja Madrid pelo alegado uso abusivo de cartões de crédito do Bankia, uma instituição financeira formada com a fusão de vários bancos, incluindo o Caja Madrid.

Os dois são acusados de ter usado e concedido cartões de crédito a executivos e conselheiros do banco com um prejuízo estimado de 16 milhões num alegado esquema fraudulento de recompensas.

Os réus alegam inocência.

O atual presidente do Bankia, José Ignacio Goirigolzarri, “assegura que tudo são práticas do passado e que agora têm que trabalhar para demonstrar que existe um futuro brilhante para o banco”.

Mas em frente ao tribunal, dezenas de pessoas protestaram contra os réus. Em 2012, o Bankia foi obrigado a recorrer ao fundo de resgate europeu, o maior processo do género na história de Espanha para fazer face ao buraco de 19 mil milhões de euros. O processo de fusão dos sete bancos na origem do Bankia ficou manchado por suspeitas de irregularidades.