Última hora

Última hora

Desaparecimento dos "43" inflama protestos estudantis no México

Em leitura:

Desaparecimento dos "43" inflama protestos estudantis no México

Tamanho do texto Aa Aa

O mistério do desaparecimento de 43 estudantes no México aumenta a revolta das ruas contra as autoridades do país.

Milhares de universitários manifestaram-se ontem na capital, frente ao edifício do Procurador Geral da República, para exigir uma resposta sobre o paradeiro dos estudantes, desaparecidos desde 26 de setembro após um protesto em Iguala, no estado de Guerrero, marcado por seis mortos e 25 feridos.

As manifestações de ontem na capital mexicana foram abaladas por atos de vandalismo contra edifícios públicos, à margem da manifestação que decorreu de forma pacífica.

“Queremos saber onde estão os nossos colegas. Queremos que regressem com vida. Queremos respostas, pois os estudantes mexicanos correm perigo pois o governo tem medo dos estudantes”, afirma um manifestante.

As autoridades detiveram mais de 50 pessoas, a maioria polícias de Iguala, acusados de estarem envolvidos no desaparecimento dos estudantes, em colaboração com um grupo criminoso local, mas sem conseguir localizar o paradeiro ou os corpos dos 43 jovens.

Os protestos prometem aumentar de tom nos próximos dias, quando estão previstas ocupações de edifícios públicos e mesmo de refinarias e aeroportos para exigir uma resposta das autoridades.

A polícia mexicana afirma ter detido ontem, Raúl Nuñez, o responsável do financiamento do grupo criminoso, “Guerreros Unidos”, alegadamente responsável pelo aparente sequestro dos jovens.

Nuñez pagaria uma soma mensal ao sudiretor da polícia de Iguala, em troca de proteção. Segundo os primeiros resultados da investigação, a polícia e os membros do grupo criminoso estariam envolvidas no desaparecimento dos jovens.

As investigações prosseguem com a análise de várias valas comuns descobertas perto do local do desaparecimento. As primeiras análises de ADN efetuadas esta semana tinham descartado qualquer relação entre os desaparecidos e os primeiros corpos exumados.