Última hora

Última hora

Sérvia: "Café Putin" de Novi Saad brinda à visita do líder russo que divide o país

Em leitura:

Sérvia: "Café Putin" de Novi Saad brinda à visita do líder russo que divide o país

Tamanho do texto Aa Aa

A visita de Putin à Sérvia volta a revelar não só as ambições russas de não perder aliados a leste, mas também as divisões que persistem no país entre pró-russos e pró-ocidentais. Em Novi Saad, a segunda cidade do país, o café Putin, como o nome indica não esconde estar ao lado do presidente russo.

“Dois terços da Sérvia adora Putin, no mínimo. Um terço da Russia, como aqui, não gosta dele porque foram comprados pelo ocidente. Eles conseguem comprar tudo com dinheiro, mas não conseguem comprar os corações”.

Em Belgrado, onde Putin assiste à primeira parada militar no país desde as vésperas do fim da antiga Jugoslávia, em 1985, a diretora do centro de estudos euro-atlânticos fala de um ato de provocação.

“Penso que esta visita é uma provocação, não faz qualquer sentido celebrar a libertação de Belgrado no dia 16 de Outubro quando o aniversário é no dia 20. Putin está apenas na cidade entre dois voos, o que não é justo”.  

Desde o anúncio da visita que as paredes de Belgrado se enchem de graffitis, a favor e contra a visita do presidente, de um símbolico “Putin observa-te” à bandeira da “NovoRússia”, o símbolo das aspirações territorias de Moscovo nos territórios do leste da Europa, como no lado oriental da Ucrânia.