Última hora

Última hora

Falência de mais duas holdings do Grupo Espírito Santo

Em leitura:

Falência de mais duas holdings do Grupo Espírito Santo

Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal do Luxemburgo rejeitou hoje o pedido de gestão controlada da Espírito Santo International e da Rioforte, do Grupo Espírito Santo.

A decisão do tribunal da 15ª secção coloca assim as duas holdings em falência.

A Espírito Santo International tinha feito o pedido de proteção contra os credores a 18 de julho e a Rioforte a 22 do mesmo mês.

Agora, caberá ao liquidatário judicial, que será nomeado pelo tribunal, vender o patrimónios das empresas, o mais depressa possível, para ressarcir os credores.

A 3 de outubro, o Tribunal do Luxemburgo já tinha rejeitado os pedidos de gestão controlada da Espírito Santo Financial Group e da Espírito Santo Financière, também elas empresas do Grupo Espírito Santo.

Os problemas da família Espírito Santo vieram a público no início de junho, após o aumento de capital do BES. Em agosto, o Banco de Portugal teve de intervir no banco, face aos prejuízos semestrais de quase quatro mil milhões euros.

O BES acabou por ser dividido. O “banco bom” deu origem ao Novo Banco. Os ativos tóxicos ficaram no BES, que se mantém nas mãos de acionistas e da família Espírito Santo.