Última hora

Última hora

Optar pelo ensino interno

Em leitura:

Optar pelo ensino interno

Tamanho do texto Aa Aa

Há pais que se debatem para decidir se mandam os filhos para um colégio interno. Como é viver numa escola destas?

Suíça: pequenas turmas grandes objetivos

O colégio Aiglon é um dos mais caros do mundo, pode chegar aos 80.000 Euros por ano. Os seus alunos, com idades entre os 9 e os 18 anos, são oriundos de 60 países.

Em 2000 o colégio viu-se envolvido num escândalo de pedofilia – quando três adolescentes foram sexualmente abusadas, no seu dormitório – mas a escola ultrapassou este trágico incidente. O caso ficou resolvido em 2007 quando um “voyeur” foi preso, por acaso, e se concluiu tratar-se do mesmo agressor.

Índia: estudar longe de casa

Para muitas crianças e adolescentes ir à escola não é a coisa mais fácil do mundo. Em países, como a Índia, algumas pessoas vivem em áreas remotas portanto, para alguns pais, a única forma de fornecer a educação necessária aos filhos é enviá-los para um colégio interno, mesmo que isso signifique fazer um esforço financeiro.

Indonésia: Estudar de forma verde

Vamos conhecer uma escola, em Bali, classificada como a mais verde do mundo, em 2012. Ela pretende preparar a próxima geração de líderes verdes.

Este ano, tem cerca de 400 estudantes estrangeiros. A escola oferece do ensino pré-escolar ao médio. Quem vem de longe tem à sua disposição um programa de internato.

Olá, como foi a sua semana? Viu a nossa reportagem sobre colégios internos? Se não teve oportunidade pode vê-la agora. Veja e diga-nos o que pensa. Até breve.