Última hora

Última hora

Acrobacia de Kelly Slater em Portugal espanta mundo do surf

Em leitura:

Acrobacia de Kelly Slater em Portugal espanta mundo do surf

Tamanho do texto Aa Aa

O vento pode não estar a ajudar a etapa portuguesa do Mundial de Surf, em Peniche, mas foi sem sombra de dúvida um importante aliado na manobra de Kelly Slater que colocou Portugal nas bocas do mundo. Durante uma sessão de treinos nas ondas da Praia de Supertubos, na sexta-feira, o americano, de 42 anos, aproveitou o aproximar da rebentação, lançou-se no ar e…

Uns falam numa “dupla rotação completa” de 720 graus. Outros apenas num “540” em rotação inversa ao sentido que o surfista levava. Seja o que for, tudo indica, é uma manobra inédita realizada sobre ondas de três metros.

“Nunca tinha feito isto. Não sei. Apenas tentei fazer uma grande rotação. Mas foi bom. Soube-me bem. O vento também me deu uma boa ajuda”, confessou Slater, aos jornalistas, logo após sair da água, acrescentando: “Nem tenho um nome para isto. É… um ‘aéreo’.”

O veterano americano – 11 campeão do Mundo de Surf – é uma das estrelas por estes dias em Peniche, onde, aliás, foi agraciado com as chaves da cidade. Na Praia do Baleal, está a decorrer a penúltima etapa do Mundial, mas o clima não está a ajudar. O vento forte de sul está a atrasar a prova que pode valer o título ao brasileiro Gabriel Medina, o atual líder do campeonato. Slater está na perseguição e já avisou: “No que depender de mim, ele não vai ser já campeão.”