Última hora

Última hora

Kobani: radicais controlam cerca de metade da cidade

Em leitura:

Kobani: radicais controlam cerca de metade da cidade

Tamanho do texto Aa Aa

Há novos combatentes do Estado Islâmico na cidade de Kobani. Os radicais que controlam, atualmente, cerca de 50 por cento do território foram obrigados a pedir reforços devido à intensificação dos raides aéreos por parte da coligação internacional. Na última madrugada, os radicais voltaram a sofrer baixas. De acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos pelo menos 15 fundamentalistas terão sido mortos. Por terra, e do lado curdo, há registo de sete vítimas mortais.

A batalha por Kobani que dura há mais de um mês contribuiu para agravar a já frágil situação de todos os que fugiram à guerra na Síria. O número de refugiados aumenta a cada dia que passa e a responsável pela ajuda humanitária da ONU diz que poucos conhecem a verdadeira dimensão crise.

“Em cerca de quatro anos de conflito na Síria registamos 900 mil refugiados na Turquia. Mas a realidade é que o número se aproxima de um milhão e seiscentos mil” afirma Valerie Amos.

É na Turquia e no Iraque que se encontra a maioria dos refugiados curdos. Ancara promete manter as portas abertas a todos os que fogem da violência, mas recusa qualquer envolvimento militar no conflito, do outro lado da fronteira.