Última hora

Última hora

Nepal: Continuam desaparecidas cerca de 40 pessoas nos Himalaias

Em leitura:

Nepal: Continuam desaparecidas cerca de 40 pessoas nos Himalaias

Tamanho do texto Aa Aa

Continuam as buscas por sobreviventes no Nepal, mas as esperanças de encontrar pessoas, vivas, são cada vez menores.

A violenta tempestade de neve, que se abateu sobre a cordilheira dos Himalaias, atingiu mais de cinco centenas de montanhistas.

Estão desaparecidas cerca de 40 pessoas, foram recuperados, aproximadamente, o mesmo número de corpos. As buscas continuam a ser complicadas:

“O terreno está bom, mas o tempo e a altura da neve dificultam os nossos movimentos. Desde ontem que o tempo melhorou mas, apesar de ter parado de nevar, o vento está muito forte. Por isso, enquanto houver vento forte é muito difícil os helicópteros fazerem o seu trabalho”, adiantou o porta-voz do exército nepalês.

Este sábado foram mobilizados 12 aparelhos para as buscas, mas há zonas inacessíveis onde é impossível aterrar. A probabilidade do aumento do número de mortos é grande.

Sete alpinistas israelitas, que sobreviveram àquele que é já considerado um dos piores acidentes nas montanhas do Nepal, regressaram a casa este domingo:

“Eu estive lá duas noites, estive completamente enterrado na neve, cerca de 15 a 16 horas. E na outra noite estive fora da neve até que a equipa de resgate veio buscar-me”, explica um dos sobreviventes.

Mais de 370 pessoas foram resgatadas. Cerca de 230 dos sobreviventes são cidadãos estrangeiros, entre eles franceses, alemães e austríacos. Entre as vítimas estão canadianos, indianos, israelitas e polacos.