Última hora

Última hora

Relatório alemão acusa milícias pró-Rússia do tiro contra MH 17

Em leitura:

Relatório alemão acusa milícias pró-Rússia do tiro contra MH 17

Tamanho do texto Aa Aa

Um relatório do serviço de inteligência alemã afirma que o avião da Malásia Boeing foi abatido pelas milícias pró-Rússia com um sistema de mísseis Buk, desviado de uma base militar ucraniana.

Moscovo diz tratar-se de mera especulação.

Igor Korotchenko, especialista em assuntos militares refere que “o argumento da inteligência alemã de que o Boeing foi abatido com um complexo de mísseis Buk prova que as agências de inteligência ocidentais não têm dúvidas de quem está por trás deste crime No entanto, por razões políticas, não pode admitir esta versão.”

Os líderes internacionais e do governo da Ucrânia acusaram os separatistas de disparar contra o avião comercial com armas fornecidas pela Rússia. Moscovo culpa a Ucrânia.

Em setembro, um relatório preliminar de uma comissão de investigação holandesa analisou as informações de satélite e radar, bem como caixas-negras do voo. Concluiu-se que o avião provavelmente tinha sido atingido “por um grande número de objetos de alta energia”, mas não atribuir a culpa.

Um relatório completo está previsto para meados de 2015.