Última hora

Última hora

Bulgária: tribunal rejeita pedido de extradição russo

Em leitura:

Bulgária: tribunal rejeita pedido de extradição russo

Tamanho do texto Aa Aa

Um tribunal búlgaro rejeitou esta terça-feira o pedido de extradição interposto pela Rússia e com vista à detenção do empresário e ativista de direitos humanos Nikolay Koblyakov, um conhecido opositor do presidente Vladimir Putin.

Desde julho que Koblyakov se encontra detido em prisão domiciliária na Bulgária, acusado pelas autoridades russas de envolvimento numa fraude de 1,2 milhões de euros, alegadamente cometida há cerca de 10 anos.

“Estou muito agradecido e espero trazer muito para a Bulgária do que tenho para oferecer, em particular todo o meu trabalho com instituições sociais. Para mim, foi um bom exemplo de justiça europeia, verdadeiros princípios europeus. Agora sim, podemos ver que a Bulgária faz parte da Europa”, afirmou Koblyakov à saída da audiência que decorreu na capital búlgara, Sófia.

Koblyakov tem dupla nacionalidade, russa e francesa, e reside habitualmente em Paris.

O tribunal búlgaro rejeitou o pedido russo alegando que as atividades políticas do empresário iriam impedir a realização de um julgamento livre e justo em Moscovo.

O caso está a ser visto como mais um exemplo da guerra de palavras entre a Rússia e a União Europeia.