Última hora

Última hora

México: Governador de Guerrero demite-se

Em leitura:

México: Governador de Guerrero demite-se

Tamanho do texto Aa Aa

Ao mesmo tempo que continuam os protestos contra o desaparecimento, há um mês, de 43 estudantes e a morte de seis pessoas, alegadamente às mãos da polícia, o governador do Estado de Guerrero, Ángel Aguirre, anunciou que deixará o cargo.

Num comunicado disse que apresentava ao Congresso a sua renúncia, para favorecer “um clima político” que permita resolver a situação de emergência social causada pelos protestos.

“Decidi pedir a demissão ao honorável Congresso.
Será o Congresso que elegerá a pessoa de Guerrero que irá gerir este caso nos próximos meses”, anunciou Aguirre.

Segundo as investigações da polícia federal, policias de dois municípios locais podem ser os responsáveis pelos desaparecimentos.

“Atualmente a nossa tarefa prioritária é encontrar os estudantes da escola de Ayotzinapa. O governador vai reunir-se novamente com o gabinete de segurança, como o faz diariamente nos últimos dias”, disse o Presidente mexicano, Enrique Peña Nieto.

Na quarta-feira, manifestantes incendiaram o edifício da câmara municipal de Iguala e, em conferência de imprensa, o procurador mexicano disse que o presidente da câmara local, José Abarca, e a mulher, María de los Ángeles Pineda, foram os autores intelectuais do desaparecimento dos estudantes, há 26 dias.