Última hora

Última hora

Capitão do ferry Sewol arrisca pena de morte

Em leitura:

Capitão do ferry Sewol arrisca pena de morte

Tamanho do texto Aa Aa

Os procuradores que participam no julgamento da tripulação do ferry Sewol, naufragado em abril na costa da Coreia do Sul pediram pena de morte para o capitão do navio.

Lee Joon-Seok tinha sido acusado de “homicídio por negligência intencional”, juntamente com outros membros da tripulação.

Lim Young-ae, mãe de um aluno vítima do naufrágio comenta:

“Os pais têm de saber a causa da morte de um filho. A verdade do acidente tem de ser revelada, para apaziguar a dor desta morte injusta queremos que os membros da tripulação levem o castigo máximo.”

A sessão começou com os últimos interrogatórios do juiz à defesa do capitão e dos 14 tripulantes, acusados de adiarem a ordem de evacuação da embarcação e de terem abandonado o ferry.

O navio Sewol afundou-se com mais de 400 passageiros a bordo. 304 perderam a vida.

A sentença será conhecida em novembro.