Última hora

Última hora

Kiev encara declarações de Lavrov como uma provocação

Em leitura:

Kiev encara declarações de Lavrov como uma provocação

Tamanho do texto Aa Aa

Uma provocação. É desta forma que Kiev reage às declarações do ministro do Negócios Estrangeiros russo.

Sergei Lavrov anunciou, esta terça-feira, que Moscovo vai reconhecer os resultados das eleições organizadas pelos separatistas no leste da Ucrânia no próximo domingo.

O chefe da diplomacia russo admite não só reconhecer os resultados do escrutínio agendado para 2 de novembro como das legislativas antecipadas deste domingo. Lavrov sublinha a importância de as autoridades do país chegarem a um entendimento.

Em Kiev, os partidos pró-europeus – os mais votados nas eleições legislativas – tentam negociar, em Kiev, a formação de uma coligação. Já nos redutos separatistas no leste do país três milhões de eleitores preparam-se para ir às urnas no próximo domingo.

Para os habitantes de Donestk e de Lugansk, o escrutínio não é uma prioridade.

Uma ucraniana diz que só gostava de saber quando é que a guerra vai acabar e vai poder voltar para casa.

Os separatistas boicotaram o escrutínio organizado por Kiev e preparam-se, agora, para avançar com eleições legislativas e presidenciais. O apoio de Moscovo aos separatistas promete dificultar um entendimento no leste da Ucrânia.