Última hora

Última hora

Napolitano interrogado em processo sobre alegadas negociações entre o Estado e máfia

Em leitura:

Napolitano interrogado em processo sobre alegadas negociações entre o Estado e máfia

Tamanho do texto Aa Aa

O chefe de Estado italiano começou a ser interrogado no Palácio presidencial, em Roma, como testemunha no âmbito de um processo histórico sobre as, alegadas, negociações entre o Estado e a máfia siciliana na década de 90.

Nicola Mancino, na altura ministro do Interior terá pedido ajuda a Giorgio Napolitano para travar os procuradores que o estavam a pressionar. As conversas telefónicas foram gravadas e, posteriormente, destruídas.

De acordo com a acusação, as negociações entre o Estado e a máfia terão começado após o assassinato do deputado, Salvo Lima, em 1992 e dos juízes antimáfia Giovanni Falcone e Paolo Borsellino.

Euronews: “pela primeira vez na história, as portas do palácio presidencial abrem-se à justiça. O processo sobre as alegadas negociações entre o Estado e a máfia italiana chegou ao Quirinale para ouvir Napolitano. O chefe de Estado responde a questões colocadas por magistrados e advogados que tentam, assim, clarificar os factos que remontam à década de 90. Um momento há muito aguardado pelas famílias das vítimas que continuam a pedir justiça.”