Última hora

Última hora

Tunísia: Ennahdha reconhece derrota

Em leitura:

Tunísia: Ennahdha reconhece derrota

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro movimento político a conquistar o poder na Tunísia depois da revolução de 2011 reconheceu a derrota nas legislativas de domingo.

O Ennahdha, de raiz islâmica e que governou o país após a primavera árabe até entregar o poder a um governo de tecnocratas, concedeu a vitória ao secular Nidaa Tounes.

“Vamos continuar a trabalhar e ainda somos um dos maiores partidos e ainda a melhor garantia de democracia e liberdade”, declarou Ali Larayedh, secretário-geral do Ennahdha.

Sem resultados oficiais definitivos, nas ruas de Tunes
houve espírito democrático.

“Felicitamos o Nida Tounes pelo resultado, tal como escutámos na comunicação social. É fruto do seu próprio trabalho”, afirma uma apoiante do partido.

Durante a campanha eleitoral, o Ennahada garantiu ter aprendido com os erros mas foi o Nidaa Tounes que capitalizou com criticas sobre o que disse ser uma economia mal gerida e pouca firmeza frente aos islamitas mais radicais.

Mas como não deverá ter maioria absoluta, o partido de Beji Caid Essebsi irá procurar alianças e já se fala numa grande coligação que poderá integrar os islamitas do Ennahda.

Desde a primavera árabe, a Tunísia tem sido um modelo de compromisso político apesar dos problemas do período pós revolucionário.