Última hora

Última hora

Explosão de foguetão da NASA obriga astronautas a racionar

Em leitura:

Explosão de foguetão da NASA obriga astronautas a racionar

Tamanho do texto Aa Aa

Más notícias para os seis astronautas (dois americanos, três russos e um alemão) atualmente a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla uinglesa). O foguetão Antares, da Agência Espacial Norte-Americana (NASA), tinha por objetivo levar uma nave de carga Cygnus com cerca 2,3 toneladas de abastecimento, incluindo comida, experiências científicas, equipamento para a ISS e um satélite da Planetary Resources. Deveria chegar no domingo, mas viu a viagem tragicamente interrompida e tudo destruído escassos segundos após a descolagem.

A nave não transportava nada de muito urgente, garantiu Rob Navas, porta-voz da NASA, mas a verdade é que a bordo seguiam alimentos para refrescar a despensa dos astronautas, que agora vão ter de racionar os suprimentos que restam. Não será, contudo, uma situação preocupante, garantiu o diretor do programa da NASA para a ISS, ao mesmo tempo que os astronautas, em especial o alemão Alexander Gerst, continuam a partilhar nas redes sociais algumas fotografias impressionantes do nosso planeta.

“Nós providenciámos para que a estação ficasse protegida se um evento destes ocorresse. Por isso, temos logística a bordo da ISS que permite mantê-la por quatro a seis meses se não for possível enviar outro veículo de abastecimento. Por isso, se nenhuma outra nave lá for entretanto, eles estão bem servidos até ao próximo ano”, salvaguardou Mike Suffredini.

A explosão do foguetão foi vista em direto, via televisão, por milhões de espetadores. Mas também por muitas pessoas, ao vivo, não muito longe do local da descolagem, no Wallops Flight FAcility, na Virgínia. Alguns vídeos amadores surgiram já na internet, dando outras perspetivas do acidente.

Subcontratos milionários
Depois de ter estado previsto para a véspera e sido adiado, o lançamento do foguetão desta terça-feira era o terceiro de uma série de oito operados pela empresa Orbital Sciences, contratada pela NASA num contrato de 1,9 mil milhões de dólares (1,5 mil milhões de euros) para reabastecimento da ISS. “Houve alguma desmontagem do primeiro estádio, pareceu, e depois o foguetão despenhou-se em terra”, explicou, em conferência de imprensa, o vice-presidente da Orbital, Frank L. Culbertson Jr.

A subcontratada da NASA vai agora investigar as causas da explosão e os lançamentos de foguetões Antares estão suspensos até que o problema seja identificado e corrigido.

Outra subcontratada da NASA, a SpaceX, já realizou quatro missões de reabastecimento da ISS. A próxima está prevista para dezembro. Ainda esta semana, está previsto que um foguetão russo seja lançado rumo a estação espacial.

A subcontratação de empresas para reabastecer a ISS foi uma das formas encontradas pela NASA para reduzir os altos custos do desenvolvimento da exploração espacial. No mês passado, a agência norte-americana celebrou novos contratos com a SpaceX e a Boeing para assumirem, em princípio a partir de 2017, o transporte dos astronautas para a estação internacional.

Close-up footage as NASA Antares rocket explodes seconds after takeoff