Última hora

Última hora

Obama diz que ébola precisa de ser erradicado em África para que deixem de surgir casos nos EUA

Em leitura:

Obama diz que ébola precisa de ser erradicado em África para que deixem de surgir casos nos EUA

Tamanho do texto Aa Aa

Barack Obama diz que a epidemia de ébola precisa de ser erradicada na África Ocidental, para que se elimine a possibilidade de novos casos nos Estados Unidos.

Na Casa Branca, o presidente norte-americano criticou implicitamente governadores de alguns Estados que avançaram com medidas particularmente restritivas.

Rodeado de profissionais de saúde que estiveram ou vão em breve trabalhar para a zona de risco, Obama disse que “é com a determinação, perícia e patriotismo de pessoas como estas que poderemos conter e eliminar esta epidemia de ébola” e acrescentou que elas devem ser recebidas como “heróis” quando “regressarem a casa”.

O presidente norte-americano frisou que “enquanto a epidemia não for travada, poderemos continuar a ver casos individuais nos Estados Unidos, nas próximas semanas ou mesmo meses”.

A questão das quarentenas obrigatórias está a gerar polémica no país.

Uma enfermeira do Estado do Maine que tratou doentes na África Ocidental e que deu negativo nos testes a que foi submetida ao regressar ao território norte-americano, disse que se o isolamento a que foi forçada pelo governo local não foi levantado até esta quinta-feira, vai recorrer aos tribunais.

Kaci Hickox já tinha criticado o governador da Nova Jérsia, Chris Christie, depois de ter sido transferida do aeroporto de Newark para uma tenda de quarentena, antes de ser conduzida para a sua residência no Maine, onde cumpre atualmente um isolamento forçado de 21 dias.