Última hora

Última hora

Degas: A Pequena Bailarina volta a dançar

Em leitura:

Degas: A Pequena Bailarina volta a dançar

Tamanho do texto Aa Aa

A escultura “Pequena bailarina de quatorze anos”, de Edgar Degas causou sensação quando foi exibida pela primeira vez em 1881. Uma jovem estudante de dança foi esculpida em cera, uma técnica pouco vulgar na altura.
Depois da morte de Degas foram feitas várias cópias em bronze. E a escultura original, agora faz parte de uma exposição realizada na Galeria Nacional de Arte de Washington, nos Estados Unidos.

Segundo Alison Luchs da Galeria Nacional de Arte de Washington: “A estatueta é o único trabalho em escultura que Degas exibiu em toda a vida. E é também a versão original de uma estatueta muito famosa, porque depois da morte de Degas foi reproduzida em bronze, existem mais de 30 cópias. Hoje, podem ser vistas em museus de todo o mundo e em coleções particulares. Mas a original, a única que Degas tocou ou viu é a que está aqui.”

A exposição foi apresentada ao mesmo tempo que o musical “A Pequena Bailarina”, uma produção do Centro Kennedy. A estrela da peça é Marie van Goethem.

Entre a ficção e a realidade, o musical centra-se na vida da bailarina e na altura que decidiu deixar a Ópera de Paris. Marie deixou a dança no verão de 1882 e o seu nome desapareceu. O musical “A Pequena Bailarina” dá-lhe uma nova vida e está no Centro Kennedy, em Washington, até o final de novembro.