Última hora

Última hora

Forças de segurança matam alegado atirador palestiniano de Jerusalém

Em leitura:

Forças de segurança matam alegado atirador palestiniano de Jerusalém

Tamanho do texto Aa Aa

As forças de segurança israelitas abateram o alegado autor dos disparos de quarta-feira contra um ativista de extrema-direita judeu.

O palestiniano Moataz Hejazi, de 32 anos, que já tinha cumprido uma pena de 11 anos numa prisão israelita terá resistido à ordem de detenção.

O ativista, Yehuda Glick, foi ferido com gravidade em Jerusalém à saída de uma conferência onde promoveu o direito dos judeus rezarem no Monte do Templo, local sagrado também conhecido como a Esplanada das Mesquitas.

O incidente ocorre num momento de grande tensão entre israelitas e palestinianos face a decisão de acelerar a construção de mais colonatos em Jerusalém oriental, zona ocupada de maioria árabe.